Com a reinvenção do rodízio, ao tirar o buffet de antepastos e os espetos que giram pelo salão, Arri Coser é eleito empresário do ano no setor de restaurantes.


Quando parecia não haver mais o que inventar no sistema de rodízio de carnes, eis que surge o empresário gaúcho Arri Coser, escolhido o restaurateur do ano, com uma charmosa proposta. Em dupla com o chef francês Pascal Valero, ele formatou um novo conceito. Como primeiro passo, baniu do salão o bufê de antepastos, substituído por saladas que chegam prontas da cozinha. Uma delas combina quinoa, o grão peruano da moda, com um delicioso toque cítrico de limão e fatias de maçã verde. Também são servidas na mesa guarnições como tempurá de vegetais e mandioca frita. Elas fazem parceria com a impecável seleção de carnes trazida por garçons em travessas de porcelana. Vão surgindo o saboroso assado de tira, a costela premium, o nb steak extraído da paleta bovina e o carré de cordeiro com molho de menta, além do leitão assado em baixa temperatura ao molho barbecue. No espeto, só dois cortes em peças grandes: picanha e fraldinha. Além disso, há ótimas sobremesas: como a porção de churros assados, feitos com massa de carolina, para ser besuntados no doce de leite. Uma boa lista de vinhos acompanha a refeição nos charmosos salões da rede.
 
Resenha de Arnaldo Lorençato e Helena Galante em Veja SP

OUTRAS NOTÍCIAS